©
São espasmos de lembranças
Distensão de esperanças
Lágrimas de relutância
Sobre nossa vida
Cobertas por flores brancas.

C.K.

Você se tornou saudade quando nos encontramos na pequena rua da felicidade.

C.K.

Me sinto sem fôlego nas noites calmas

Me sinto levado pelas brisas escassas

Me sinto sinto cruel,

Ao assistir uma luta não ter fim.

Me sinto vazio na tua presença,

Por não te ter pra mim.

Me sinto alguém quando estou em cacos,

Abarrotado, amontoado,

Querendo me livrar dos malditos fardos.

Me sinto preenchido nas ruas vazias.

Me sinto humano nas atitudes frias.

Me sinto meu

Quando o tempo escurece

Quando alguém é descrente

De que quem está ali não sou eu.

Amo melhor quando estou sozinha.

Quando ninguém aplaude, quando ninguém fotografa, quando ninguém pergunta: por que?

Amo melhor em sussurro. Nas entrelinhas de uma mensagem, enquanto ele me passa o refrigerante e os dedos se esbarram.

Amo melhor quando estou na sacada. Quando me vejo ruborizada por qualquer fala acidental.

Amo melhor quando ninguém. Quando não tem. Quando é o outro escolhendo a minha hora de entrar. 

Amo melhor no momento em que desisto de amar.

A gente é feito pra acabar.

Marcelo Jenice

"Livros são mágicos,né? Com apenas uma sentença, você se perde em uma imensidão de sonhos.A literatura permite que a consciência do leitor saboreie mais profundamente o autor, quanto mais próximo o estiver dele, caminhando livremente por um mundo de estórias ao ponto de vista do historiador. Você só consegue esquecer os seus problemas ou de quem realmente é quando mergulha dentro do mundo de um livro e passa a viver o personagem."

-Gustavo Ovatsug